Iraquianos na TV derrubando as estátuas de Saddam Hussein. Faz sentido, já que Saddam foi cria da CIA e do governo americano. Se conseguiram colocá-lo no poder no Iraque e aumentar sua influência, só os mesmos americanos conseguiriam derrubá-lo. O espantoso é como o povo se deixa submeter a isso. Conviveram por anos e anos com um déspota apoiado pelos EUA; depois disso, com a primeira guerra do Golfo e o embargo econômico que os privou das coisas mais básicas; e agora, o golpe final: o mesmo líder criado pelas forças externas que os massacraram economicamente é derrubado por estas mesmas forças. No início e no fim, aplausos.
Deve haver algum sentido no fato de quase seis bilhões de pessoas no mundo serem governadas por pouco mais de mil, mas não vejo qual é.

Iraquianos na TV derrubando as estátuas de Saddam Hussein. Faz sentido, já que Saddam foi cria da CIA e do governo americano. Se conseguiram colocá-lo no poder no Iraque e aumentar sua influência, só os mesmos americanos conseguiriam derrubá-lo. O espantoso é como o povo se deixa submeter a isso. Conviveram por anos e anos com um déspota apoiado pelos EUA; depois disso, com a primeira guerra do Golfo e o embargo econômico que os privou das coisas mais básicas; e agora, o golpe final: o mesmo líder criado pelas forças externas que os massacraram economicamente é derrubado por estas mesmas forças. No início e no fim, aplausos.
Deve haver algum sentido no fato de quase seis bilhões de pessoas no mundo serem governadas por pouco mais de mil, mas não vejo qual é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *