Melhor Cybercafé

Um concurso organizado pelo Yahoo irá premiar o melhor cybercafé do planeta. Serão quatro categorias: o que fica no lugar mais exótico ou remoto; o mais “descolado”; o que tem o melhor café e a melhor comida; e o que oferece o melhor acesso e mais rápido. Os internautas podem participar e mais detalhes estão aqui.

O primeiro cybercafé foi aberto em 1994 (um ano antes de eu começar a acessar a Internet; estou ficando velho). O local? Londres, claro, mais exatamente na Whitfield Street. Hoje, a Internet está em todos os lugares e, onde ela chega, os cybercafés vão atrás. Eu dei uma nota aqui há algum tempo sobre o cybercafé aberto recentemente no Monte Everest (forte candidato a vencedor do “mais exótico”). Outros locais estranhos são o Afeganistão, onde as pessoas passaram a ter a esso à Internet só após a queda do patético regime Talibã. Instalaram um cybercafé no lobby do Hotel Intercontinental de Cabul. Mas bizarra é a situação das ilhas Tuvalu (é a mãe!), no Oceano Pacífico: mesmo ameaçadas de desaparecer por causa da elevação do nível do mar (aquecimento global, etc), elas têm nada menos que dois cybercafés. O slogan do lugar é “Não temos café ainda, mas já temos Internet”.

Um concurso organizado pelo Yahoo irá premiar o melhor cybercafé do planeta. Serão quatro categorias: o que fica no lugar mais exótico ou remoto; o mais “descolado”; o que tem o melhor café e a melhor comida; e o que oferece o melhor acesso e mais rápido. Os internautas podem participar e mais detalhes estão aqui.

O primeiro cybercafé foi aberto em 1994 (um ano antes de eu começar a acessar a Internet; estou ficando velho). O local? Londres, claro, mais exatamente na Whitfield Street. Hoje, a Internet está em todos os lugares e, onde ela chega, os cybercafés vão atrás. Eu dei uma nota aqui há algum tempo sobre o cybercafé aberto recentemente no Monte Everest (forte candidato a vencedor do “mais exótico”). Outros locais estranhos são o Afeganistão, onde as pessoas passaram a ter a esso à Internet só após a queda do patético regime Talibã. Instalaram um cybercafé no lobby do Hotel Intercontinental de Cabul. Mas bizarra é a situação das ilhas Tuvalu (é a mãe!), no Oceano Pacífico: mesmo ameaçadas de desaparecer por causa da elevação do nível do mar (aquecimento global, etc), elas têm nada menos que dois cybercafés. O slogan do lugar é “Não temos café ainda, mas já temos Internet”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *