Eisner 2003

Ainda o San Diego Comic Con: no evento ocorreu a entrega dos prêmios Eisner 2003. Não vou listar todos os vencedores de todas as categorias aqui, mas aí estão os principais ou que me chamaram mais a atenção:

Melhor História Curta: The Magician and the Snake, de Mike Mignola e Katie Mignola (sua filhinha de nove anos, que não pôde ir receber o prêmio por causa do horário).
Melhor Letrista: Todd Klein (décima vez que o cara ganha em onze anos de premiação).
Melhor Graphic Novel Original: One! Hundred! Demons!, de Lynda Barry (a graphic novel mais vendida na Amazon).
Melhor Nova Série: fables, de Bill Willingham (Vertigo).
Melhor Colorista: Dave Stewart, por Hellboy: The Third Wish, Star wars: Empire, Human Target: The Final Cut, Doom Patrol, Tom Strong e Captain America (putz, esse cara trabalha!).
Publicação Com o Melhor Design: Batman: Nine Lives (design de Amie Brockway-Metcalf)
Melhor Livro Sobre Quadrinhos: B. Krigstein, de Greg Sadowski (esse livro é essencial, conta a biografia do MAIOR artista dos anos 50, o inovador Bernie Krigstein, “pai” estético de Frank Miller, george Pratt e vários outros).
Melhor Desenhista/Arte-Finalista ou Melhor Dupla de Desenhista e Arte-Finalista: Kevin O’Neill, por Liga dos Cavalheiros Extraordinários Volume 2.
Melhor Pintor / Artista Multimídia: George Pratt, por Wolverine: Netsuke.
Melhor Capista: Adam Hughes, por Wonder Woman (merecidíssimo).
Melhor Graphic Novel (Encadernação de material não-inédito): Batman: Black and White Volume 2.
Melhor One-Shot: Stuff of Dreams, de Kim Deitch.
Melhor Escritor/Artista: Eric Shanower, por Age Of Bronze.
Melhor Minissérie: Liga dos Cavalheiros Extraordinários Volume 2.
Melhor Série Mensal: Daredevil.
Hall of Fame: Jack Davis, Will Elder, Al Feldstein e John Severin (todos monstros sagrados dos anos 50, que foram perseguidos pelo macarthismo por suas histórias de horror subversivas da EC Comics).

Ainda o San Diego Comic Con: no evento ocorreu a entrega dos prêmios Eisner 2003. Não vou listar todos os vencedores de todas as categorias aqui, mas aí estão os principais ou que me chamaram mais a atenção:

Melhor História Curta: The Magician and the Snake, de Mike Mignola e Katie Mignola (sua filhinha de nove anos, que não pôde ir receber o prêmio por causa do horário).
Melhor Letrista: Todd Klein (décima vez que o cara ganha em onze anos de premiação).
Melhor Graphic Novel Original: One! Hundred! Demons!, de Lynda Barry (a graphic novel mais vendida na Amazon).
Melhor Nova Série: fables, de Bill Willingham (Vertigo).
Melhor Colorista: Dave Stewart, por Hellboy: The Third Wish, Star wars: Empire, Human Target: The Final Cut, Doom Patrol, Tom Strong e Captain America (putz, esse cara trabalha!).
Publicação Com o Melhor Design: Batman: Nine Lives (design de Amie Brockway-Metcalf)
Melhor Livro Sobre Quadrinhos: B. Krigstein, de Greg Sadowski (esse livro é essencial, conta a biografia do MAIOR artista dos anos 50, o inovador Bernie Krigstein, “pai” estético de Frank Miller, george Pratt e vários outros).
Melhor Desenhista/Arte-Finalista ou Melhor Dupla de Desenhista e Arte-Finalista: Kevin O’Neill, por Liga dos Cavalheiros Extraordinários Volume 2.
Melhor Pintor / Artista Multimídia: George Pratt, por Wolverine: Netsuke.
Melhor Capista: Adam Hughes, por Wonder Woman (merecidíssimo).
Melhor Graphic Novel (Encadernação de material não-inédito): Batman: Black and White Volume 2.
Melhor One-Shot: Stuff of Dreams, de Kim Deitch.
Melhor Escritor/Artista: Eric Shanower, por Age Of Bronze.
Melhor Minissérie: Liga dos Cavalheiros Extraordinários Volume 2.
Melhor Série Mensal: Daredevil.
Hall of Fame: Jack Davis, Will Elder, Al Feldstein e John Severin (todos monstros sagrados dos anos 50, que foram perseguidos pelo macarthismo por suas histórias de horror subversivas da EC Comics).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *