Air e a Fama

“A fama que vem com a música pop é algo triste e ridículo. Na verdade, de um ponto de vista francês, não é cool ser um pop star de forma alguma; ser um pop star é algo muito convencional e nem um pouco original. Muitas pessoas parecem trabalhar duro para se tornar um pop star ou se manter um pop star; elas usam uniformes e isso definitivamente não nos interessa. Quando damos shows como Air, gostamos de nos vestir corretamente; por exemplo, quando estamos no palco, usamos sapatos adequados e uma gravata, porque seguimos uma tradição que vem desde o music hall. Somos influenciados por pessoas como Frank Sinatra e David Bowie. Homens devem ser clássicos quando passam dos 30”.

Palavras de um dos caras da dupla francesa Air, uma das coisas mais legais da (não tão) recente música eletrônica. Eles estão certos, sob um determinado ponto de vista. Pop stars SÃO ridículos e suas tentativas de parecer cool soam mais como uniformização do que qualquer outra coisa. Felizmente, os pop stars estão em extinção e em breve não existirá mais nenhum. Ao menos, não de carne e osso. O melhor da música eletrônica é justamente ter acabado com essa cafonice do pop star (ou do rock star). O melhor dela é seu caráter sem rosto (como o próprio Air). Nada mais punk do que isso.

Ah, vejam a entrevista completa com o Air aqui. Vale a pena.

“A fama que vem com a música pop é algo triste e ridículo. Na verdade, de um ponto de vista francês, não é cool ser um pop star de forma alguma; ser um pop star é algo muito convencional e nem um pouco original. Muitas pessoas parecem trabalhar duro para se tornar um pop star ou se manter um pop star; elas usam uniformes e isso definitivamente não nos interessa. Quando damos shows como Air, gostamos de nos vestir corretamente; por exemplo, quando estamos no palco, usamos sapatos adequados e uma gravata, porque seguimos uma tradição que vem desde o music hall. Somos influenciados por pessoas como Frank Sinatra e David Bowie. Homens devem ser clássicos quando passam dos 30”.

Palavras de um dos caras da dupla francesa Air, uma das coisas mais legais da (não tão) recente música eletrônica. Eles estão certos, sob um determinado ponto de vista. Pop stars SÃO ridículos e suas tentativas de parecer cool soam mais como uniformização do que qualquer outra coisa. Felizmente, os pop stars estão em extinção e em breve não existirá mais nenhum. Ao menos, não de carne e osso. O melhor da música eletrônica é justamente ter acabado com essa cafonice do pop star (ou do rock star). O melhor dela é seu caráter sem rosto (como o próprio Air). Nada mais punk do que isso.

Ah, vejam a entrevista completa com o Air aqui. Vale a pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *