No babaquices allowed

É que com tudo que tem acontecido na minha vida de uns meses pra cá (e principalmente este mês) não dá mais pra perder tempo com babaquice. Isso inclui várias coisas: hábitos babacas, trabalhar de graça, algumas pessoas babacas, me impôr rotinas das quais na verdade não gosto e as quais não vão me levar a nada. Não adianta, não consigo mais escrever notinhas e notícias: ficção e ensaios são a minha praia, mesmo, as únicas coisas que me dão prazer escrever. E, sinceramente: tô começando a perceber que é melhor falar menos e contar menos o que eu sei para os outros. A informação pode querer ser livre, mas não através de mim.

Foco é o segredo: escrever, escrever e escrever. Ficção, quero dizer. E não-ficção, mas em textos longos, mais bem pensados, de forma que permita treinar meu estilo, não apenas mandar um malote de “notícias” para uma multidão faceless. Algumas coisas fazem você se obrigar a dar mais atenção ao que lhe é realmente caro, sejam metas de vida, hábitos, pessoas, lugares e objetos. Escrever é muito importante para mim, mas não mais notícias. Na verdade estou com pouquíssima paciência para muitas coisas. Mas o bom é que elas não me irritam mais, simplesmente não tomo conhecimento.

É que com tudo que tem acontecido na minha vida de uns meses pra cá (e principalmente este mês) não dá mais pra perder tempo com babaquice. Isso inclui várias coisas: hábitos babacas, trabalhar de graça, algumas pessoas babacas, me impôr rotinas das quais na verdade não gosto e as quais não vão me levar a nada. Não adianta, não consigo mais escrever notinhas e notícias: ficção e ensaios são a minha praia, mesmo, as únicas coisas que me dão prazer escrever. E, sinceramente: tô começando a perceber que é melhor falar menos e contar menos o que eu sei para os outros. A informação pode querer ser livre, mas não através de mim.

Foco é o segredo: escrever, escrever e escrever. Ficção, quero dizer. E não-ficção, mas em textos longos, mais bem pensados, de forma que permita treinar meu estilo, não apenas mandar um malote de “notícias” para uma multidão faceless. Algumas coisas fazem você se obrigar a dar mais atenção ao que lhe é realmente caro, sejam metas de vida, hábitos, pessoas, lugares e objetos. Escrever é muito importante para mim, mas não mais notícias. Na verdade estou com pouquíssima paciência para muitas coisas. Mas o bom é que elas não me irritam mais, simplesmente não tomo conhecimento.

4 pensamentos em “No babaquices allowed”

  1. oh yeah… isso me lembra umas conversas aí que tivemos. Tá certo, mermão. E o teu pai, melhorou de novo?

    Ah, sim: e como vc se sentiu ‘de cara’ no meio de um monte de bêbados alucinados?! Decidiu nunca mais beber? :-PPosted by ll(www) at 18:15 Monday August 5, 2004

  2. Pois é, mirmã. Tem que direcionar, mesmo que você mesmo não queira. Mas realmente era mais cansativo do que eu pensei fazer a newsletter.

    Meu pai está estável; os médicos estão mantendo ele sedado, na UCI. Acredito que não deve piorar, mas ainda vai ficar mais umas duas semanas por lá, acho. Continuo apreensivo, porque problemas médicos são imprevisíveis, mas quero crer que nada de mais estranho vai tornar a acontecer.

    Aquele dia foi engraçado ; ) Não sei se decidi nunca mais beber ou nunca mais ficar sóbrio numa festa de bebuns.Posted by Alexandre Mandarino(www) at 20:35 Monday August 5, 2004

  3. $$$$$$!!! Fundamental.Mas ser escritor no Brasil é brabo. Já pensou em escrever tambem in ínglixi? Acho que dá pra fazer mais $$ lá fora que aqui.

    Bom que seu pai tá estável.Posted by Anônimo Veneziano at 9:02 Tuesday August 6, 2004

  4. Essa é uma idéia que passa há anos pela minha cabeça. Nunca tentei escrever algo a sério em inglês, mas é uma coisa que pretendo mesmo fazer (ou ao menos pagar alguém para traduzir depois). E olha que nem tenho grana em mente quando penso em escrever… Meus planos são arranjar algum emprego alheio a isso que me permita viver e escrever nas horas vagas. Jornalismo me permite viver, mas não escrever nas horas vagas.Posted by Alexandre Mandarino(www) at 21:40 Wednesday August 7, 2004

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *