Programa decifra linguagem perdida milenar

Uma rotina de inteligência artificial desvendou segredos que desafiavam arquelogistas há várias décadas. A análise computacional afirma que símbolos com mais de 4 mil anos de idade usados no Vale do Indo representam uma linguagem falada. Linguistas até então achavam que os símbolos eram apenas ilustrações. A escrita do Indo foi utilizada entre 2.600 e 1.900 a.C. na área que hoje compreende o leste do paquistão e o noroeste da Índia. 

Para decifrar o código da linguagem perdida, Rajesh Rao, da Universidade de Washington, alimentou o computador com quatro línguas faladas: sumério antigo, sânscrito, tamil (língua indiana arcaica) e inglês moderno. Ao sistema também foram fornecidas amostras de quatro sistemas comunicacionais não-falados: DNA humano, a linguagem de computador Fortran, sequências de proteínas de bactérias e uma linguagem artificial. O programa então calculou o nível de ordem existente em cada linguagem; as não-faladas eram altamente ordenadas ou totalmente caóticas. As linguagens faladas ficavam em um meio termo.

Via BLDG BLOG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *