Boas notícias, ainda secretas

Leitores antigos deste blog – ainda estão aí? Anônimo Veneziano, where art thou? – devem se lembrar que o período de maior atividade por aqui aconteceu lá pelas plagas temporais de 2003, 2004, 2005. O blog como ferramenta ainda era uma novidade e não havia perdido espaço para redes sociais e microblogs. E eu mesmo estava, bem, desempregado, o que me permitia em um enorme paradoxo ter mais tempo, menos vontade, mais paciência, menos disposição e outras estranhas dicotomias envolvendo a postagem de coisas.

Bem, resolvi voltar a postar regularmente, uma decisão que já tomei há vários meses e que até então havia se manifestado apenas nas novidades visuais e estruturais do site, com exceção de um ou outro post errático. Para encurtar essa história, basta dizer que os posts voltam de vez em caráter regular. Para quem ainda usa feeds RSS e bookmarks – ferramentas que adoro – atualizem seus links e pointers.

O que houve entre 2005 e 2007? Bem, o blog não ficou parado a tôa. Mudei de profissão, finalmente deixando para trás o jornalismo. Virei funcionário público, mudei de casa, perdi entes queridos e tive que me adaptar a um ritmo novo de trabalho (em relação ao day job). Para coroar isso, passei pelo desprazer de ter que lidar com relacionamentos que… bem, “complicados” é um eufemismo. Corro mesmo o risco de admitir aqui, em mezzo público, que alguns traumas mostraram sua feia cara.

Felizmente tudo mudou. Day job, relacionamento, relação com o tempo e com as pessoas, disposição; tudo parece ter se encaixado para melhor. Mas, bem, o que importa é que desde 2008 venho me aventurando por novas coisas, como trabalhos de sound art, o meu romance em andamento, novas coisas de música eletrônica. E finalmente começarei a traduzir de vez coisas de ficção – e em prosa; ou seja, livros. Até agora havia traduzido artigos jornalísticos e quadrinhos como The Invisibles, de Grant Morrison, mas começo a estrear na tradução da literatura de ficção. O que e como ainda é segredo, já que nada foi revelado ainda, mas em breve não deixarei de citar por aqui o que é.

Para quem acompanha este blog e meus projetos online e offline, seja em literatura, tradução, música ou jornalismo, meu obrigado pela atenção dispensada. Para os que me apoiaram com sugestões, críticas e recomendações, meu obrigado ainda maior. Continuem por aqui que o Hypervoid não vai a lugar algum.

_____________________________

Este site – e o blog em especial – não têm como competir com a velocidade e a ubiquidade de coisas como Facebook e Twitter em termos de cobertura jornalística. Mesmo quem não é adepto de redes sociais ou microblogging provavelmente obtêm suas notícias através de feeds de sites como Gizmodo, Joystiq, Slashdot, bOING bOING ou por vídeos do YouTube. O Hypervoid é um site / blog mantido por apenas uma pessoa, sem condições de competir em termos de velocidade, amplitude ou dedicação. Por isso, notícias por aqui ainda aparecerão, mas quando acompanhadas de ensaios e críticas minhas; ou seja: os posts ficarão mais personalizados. Como este mesmo, aliás.

Quem quiser pode ter sua dose diária de novidades sobre games, quadrinhos, arte e coisas hypervóidicas tradicionais assinando ou visitando minha página de Itens Compartilhados do Google Reader, onde tento realizar pequenos comentários sobre algumas coisas que sempre me interessaram. Os poucos que usam Google Buzz também podem acompanhar por lá. Estou tentando encontrar uma boa forma de embutir os Shared Items em algum ponto deste site; talvez como uma página à parte ou um blog interno.

_____________________________

Bom thread sobre screenshots de games do ponto de vista estético/artístico. Poucos usuários conseguiram realmente entrar na idéia inicial do thread, mas vale a pena a visita pela quantidade concentrada de cenas épicas e fantásticas de diversos jogos de PC e consoles. Além de vários links para galerias de Flickr sensacionais.

3225708-7534575-thumbnail

6 pensamentos em “Boas notícias, ainda secretas”

  1. Fico feliz em ouvir essas notícias, Manda.
    Aliás, lendo o começo desse post, lembrei daquela lista de discussão da Hypervoid no YahooGroups; tinha muita coisa boa por lá :))
    Sucesso nos novos projetos!

  2. Obrigado, Galvão! E é verdade, a lista da Hypervoid teve uma fase muito legal. Um dos novos projetos talvez acabe precisando de uma lista. Se rolar, você está convidado. Ah, por falar nisso, em que pé anda o Cena do Crime?

  3. Ainda estou aqui. Desconfiado que este retôrno pode ser apenas um breve florescimento primaveril (gato escaldado), mas disposto a outra vez acreditar em Mandarino!

    Olha lá, hein?

    Estou curioso sobe teus projetos e traduções atuais.

  4. Grande Norrin! Nada tema, arauto de Zenn-La! O retorno do Hypervoid é chegado. Já leu O Círculo de Ossos?

    Quanto aos projetos, amanhã, quarta e quinta-feira postarei três ótimas novidades por aqui!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *