O excelente quadrinho francês Blacksad, policial, está saindo no Brasil em edições do SESI-SP. Se passa nos anos 50, então queria saber de onde o tradutor tirou o “celular” do quadro abaixo.
No original o personagem fala em “mobile”, ou seja, o móbil do crime. O motivo do crime. Não adianta contratar gente que seja fluente na língua original, gente. Tem que ser alguém com excelente vocabulário em português, também (sem falar que celular em francês é “portable”).
Quadrinhos então é uma pena, porque acho que nunca se viu tantas edições excelentes no Brasil, mas várias e várias com uma tradução tão ruim, mas tão ruim, que na prática só tenho comprado as edições originais mesmo.
Não é mera chatice minha. É que tem muito tradutor bom por aí sem trabalho, e qualidade gráfica não é nada sem uma boa tradução/revisão.

O Caminho do Louco no Argos 2017

Foi aberto o prazo para a votação do Prêmio Argos 2017, concedido pelo CLFC (Clube de Leitores de Ficção Científica) ao Melhor Romance, Melhor Antologia/Coletânea e Melhor Conto do Gênero Fantástico publicados em 2016. Este ano concorro com meu romance, O Caminho do Louco:

https://www.amazon.com.br/caminho-do-louco-Alex-Mandarino/dp/8567901545/

e você não é sócio do CLFC e tem interesse em se associar gratuitamente e votar, seguem abaixo as instruções. E agradeço muito se votar no Caminho do Louco, claro.

**********

PREMIO ARGOS 2017 DO CLFC

MELHOR ROMANCE, MELHOR ANTOLOGIA/COLETANEA E MELHOR CONTO DO GENERO FANTASTICO PUBLICADOS EM PORTUGUES EM 2016

ATENCAO:

Relembrando que esse ano só poderão votar os sócios ativos do CLFC, isto e’, os sócios que estão inscritos na lista oficial do CLFC no Yahoogroups. Os socios fora da lista oficial sao considerados socios inativos.

O link de votacao já foi postado na lista oficial. Alerto que os membros da lista que escolheram a opção ‘web only / sem e-mails’ so’ podem ver e enviar mensagens pelo site da lista em:

https://br.groups.yahoo.com/neo/groups/socios-do-clfc/conversations/messages

Se nao receberam o link em suas Inboxes (e checaram os spams), pode ser que estejam no modo ‘web only / sem e-mails’ . Nesse caso, acessem o site da lista, que la’ estara’ o link.

Os socios que não estao na lista oficial podem nela ingressar a qualquer momento, e’ so’ me contactar via email em dudutorres@yahoo.com , que eu confirmo a inscricao no cadastro geral e convido pra lista logo a seguir.

Se mesmo após o ingresso na lista oficial ainda houver dificuldade em encontrar o link, favor contactar premioargos2017@gmail.com .

Quem ainda não é sócio do CLFC pode se associar a qualquer momento. E’ facil e o CLFC nao cobra taxa de inscricao nem mensalidades. O caminho das pedras esta’ em:

Filie-se

Não há prazo de carência para os novos socios participarem do ARGOS 2017.

A votacao se encerrara’ em 26 de novembro.

A cerimonia de entrega dos troféus sera’ em 17 de dezembro.

Bom voto a todos.

Comissao do ARGOS 2017

**********

November 08, 2017 at 02:41PM

Stories are compasses and architecture; we navigate by them, we build our sanctuaries and our prisons out of them, and to be without a story is to be lost in the vastness of a world that spreads in all directions like arctic tundra or sea ice. To love someone is to put yourself in their story, or figure out how to tell yourself their story.
– REBECCA SOLNIT

October 31, 2017 at 09:47PM

O anti-youtuber, escritor e roteirista Diego Aguiar Vieira faz uma resenha de O Caminho do Louco em seu canal de literatura, Macuco Beleza. Também fala do último livro de Thomas Pynchon, Bleeding Edge.

October 29, 2017 at 04:12PM

Inspiration does not come like a bolt, nor is it kinetic, energetic striving, but it comes into us slowly and quietly and all the time, though we must regularly and every day give it a little chance to start flowing, prime it with a little solitude and idleness.
– BRENDA UELAND

October 18, 2017 at 11:07PM

My definition of a good editor is a man I think charming, who sends me large cheques, praises my work, my physical beauty, and my sexual prowess, and who has a stranglehold on the publisher and the bank.
– John Cheever

September 13, 2017 at 08:25PM

Em 2017, um ano depois da criação de Pris e em plena realidade Gibsoniana, não dá pra ter paciência com bairrismos e regionalismos. Você, autor/artista/músico que só dá bola pros autores/artistas/músicos da sua cidade, estado ou bairro: go fuck yourself.

September 06, 2017 at 02:58AM

Vejo editoras minúsculas se matando para colocar nas bancas tiragens reduzidas de mangás e fumetti, lutando para abrir na base da faca algum espaço na máfia dos distribuidores, bancas, gráficas e livrarias. Mas o que é o papel? Apenas um suporte caro, trabalhoso, custoso, pesado, potencialmente bolorento e pouco ecológico no qual algumas páginas são “projetadas” (impressas). Um tablet ou ereader são um suporte bem melhor, com várias vantagens e nenhuma dessas desvantagens. Lancem essas porras em digital e parem com essa mania de Sísifo de ficar rolando pedregulho analógico ladeira acima do século XXI e sofrendo.
PS.: Para quem vier – como sempre acontece quando o tema é esse – falar sobre como “ah, mas o cheiro do papel”, deixo aqui a máxima do mestre da black music George Clinton:
– Hey man, smell my finger.

September 05, 2017 at 11:22PM

O Laço do Enforcado está, sem que eu queria de forma consciente, ganhando contornos Lyncheanos em alguns pontos. Quero ver aonde isso vai dar.

September 04, 2017 at 01:26PM

I don’t quite understand about understanding poetry. I experience poems with pleasure: whether I understand them or not I’m not quite sure. I don’t want to read something I already know or which is going to slide down easily: there has to be some crunch, a certain amount of resilience.
– JOHN ASHBERY
Pra mim isso vale não apenas para poesia, mas para arte como um todo: de um quadro de Pollock a um episódio de Twin Peaks.