Fantasma na Concha

Acabei de ver Ghost in the Shell, graças ao convite do meu amigo Rafael Luppi Monteiro e do pessoal do Nível Épico. Para minha feliz surpresa não tem ritmo de blockbuster. É lentão, cheio de climões, muito bonito visualmente e com uma trilha sonora sensacional (do Clint Mansell). Vou até rever. Excelente uso do 3D, aliás. Vale a pena ver em 3D. Gostei muito da estética mezzo Blade Runner (de onde o anime original tirou toda sua influência cyberpunk, aliás) e mezzo futuro distópico colorido, asséptico e pós-verdade. E o melhor de tudo: assim como os melhores romances cyber, o filme é anti-ciborgies e AI e totalmente pró-humano. Não apenas no subtexto, mas no texto mesmo. Recomendo.
Scarlett Johansson é uma das melhores atrizes do cinema de FC recente, aliás: este GitS, Lucy e o maravilhoso Under the Skin.

20170126_220955

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *