Hypervoid estava aqui, mas vem aí

Desde 2002 mantenho este blog (até dois anos atrás chamado Hypervoid). Aqui eu costumava escrever sobre coisas gerais da cultura pop e da cybercultura, quando ainda fazia sentido chamar tais coisas de cybercultura. Além de abordar quadrinhos, games, literatura, música, tecnologia, subversão, anarquismo, magia, moda e o que mais passasse pela minha cabeça, usava o blog para publicar meus micro-contos e fotos. Tudo continua aqui, é só checar os posts mais antigos. Também foi ótimo para testar plataformas: passei pelo Blogger (brasileiro e americano), MovableType, WordPress (ambos em meu próprio servidor, na época o Bluehost) e outros menos votados. Acabei fixando de vez – ao que parece – no Squarespace. O Squarespace é como a Apple dos criadores de sites. É um jardim fechado, mas tem excelente design, “just works” e não me pede que eu fique perdendo tempo atualizando sistemas, fazendo a manutenção de coisas instalados e pesquisando porque um plugin parou de funcionar. O Squarespace permite que eu me concentre no design e na escrita, Acho que depois dos 40 abrir o capô e mexer no motor perde a graça. 

Quando olhei para o lado, em 2012, o Hypervoid já tinha dez anos e quase nenhum leitor. Os antigos blogueiros e leitores tinham todos migrados para o Facebook e o Twitter. De forma que o bom e velho Hyper mudou de função: passou a se chamar simplesmente “Blog”, dentro de uma página pessoal maior. E passou também a cumprir uma função ao mesmo tempo menos ampla, porém maior. No blog agora falo sobre minhas peripécias como escritor, tradutor e não-músico (conceito ótimo criado por Brian Eno e alvo de um futuro post). Pretendo colocar aqui entrevistas com autores, músicos e artistas que admiro, falar sobre as coisas que venho escrevendo e criando e também sobre as coisas que venho lendo/ assistindo/escutando, sob um outro prisma que não o do resenhista. Os micro-contos e as fotos continuam, claro. 

Já o aspecto “link blog” que acabou me fascinando, por sua rapidez e satisfação estética, terá lugar no meu Tumblr, onde posto imagens e textos sobre as coisas que foram o tema do antigo Hypervoid em seus primeiros dez anos de existência: games, quadrinhos, artes visuais, literatura, tecnologia, fotografia, mágicka, desinformação, notícias, etc. É como falar com um velho amigo de outra forma; como revisitar um pen pal pelo Skype. 

Não esperava ainda estar blogando após doze anos. Mas tem sido uma experiência que reúne os dois aspectos mais importantes em tudo para mim: diversão e variedade. 

E o nome Hypervoid não foi abandonado. Em novembro, ele passa a batizar uma nova etapa em minha vida. Aguardem.

Boas notícias, ainda secretas

Leitores antigos deste blog – ainda estão aí? Anônimo Veneziano, where art thou? – devem se lembrar que o período de maior atividade por aqui aconteceu lá pelas plagas temporais de 2003, 2004, 2005. O blog como ferramenta ainda era uma novidade e não havia perdido espaço para redes sociais e microblogs. E eu mesmo estava, bem, desempregado, o que me permitia em um enorme paradoxo ter mais tempo, menos vontade, mais paciência, menos disposição e outras estranhas dicotomias envolvendo a postagem de coisas.

Bem, resolvi voltar a postar regularmente, uma decisão que já tomei há vários meses e que até então havia se manifestado apenas nas novidades visuais e estruturais do site, com exceção de um ou outro post errático. Para encurtar essa história, basta dizer que os posts voltam de vez em caráter regular. Para quem ainda usa feeds RSS e bookmarks – ferramentas que adoro – atualizem seus links e pointers.

O que houve entre 2005 e 2007? Bem, o blog não ficou parado a tôa. Mudei de profissão, finalmente deixando para trás o jornalismo. Virei funcionário público, mudei de casa, perdi entes queridos e tive que me adaptar a um ritmo novo de trabalho (em relação ao day job). Para coroar isso, passei pelo desprazer de ter que lidar com relacionamentos que… bem, “complicados” é um eufemismo. Corro mesmo o risco de admitir aqui, em mezzo público, que alguns traumas mostraram sua feia cara.

Felizmente tudo mudou. Day job, relacionamento, relação com o tempo e com as pessoas, disposição; tudo parece ter se encaixado para melhor. Mas, bem, o que importa é que desde 2008 venho me aventurando por novas coisas, como trabalhos de sound art, o meu romance em andamento, novas coisas de música eletrônica. E finalmente começarei a traduzir de vez coisas de ficção – e em prosa; ou seja, livros. Até agora havia traduzido artigos jornalísticos e quadrinhos como The Invisibles, de Grant Morrison, mas começo a estrear na tradução da literatura de ficção. O que e como ainda é segredo, já que nada foi revelado ainda, mas em breve não deixarei de citar por aqui o que é.

Para quem acompanha este blog e meus projetos online e offline, seja em literatura, tradução, música ou jornalismo, meu obrigado pela atenção dispensada. Para os que me apoiaram com sugestões, críticas e recomendações, meu obrigado ainda maior. Continuem por aqui que o Hypervoid não vai a lugar algum.

_____________________________

Este site – e o blog em especial – não têm como competir com a velocidade e a ubiquidade de coisas como Facebook e Twitter em termos de cobertura jornalística. Mesmo quem não é adepto de redes sociais ou microblogging provavelmente obtêm suas notícias através de feeds de sites como Gizmodo, Joystiq, Slashdot, bOING bOING ou por vídeos do YouTube. O Hypervoid é um site / blog mantido por apenas uma pessoa, sem condições de competir em termos de velocidade, amplitude ou dedicação. Por isso, notícias por aqui ainda aparecerão, mas quando acompanhadas de ensaios e críticas minhas; ou seja: os posts ficarão mais personalizados. Como este mesmo, aliás.

Quem quiser pode ter sua dose diária de novidades sobre games, quadrinhos, arte e coisas hypervóidicas tradicionais assinando ou visitando minha página de Itens Compartilhados do Google Reader, onde tento realizar pequenos comentários sobre algumas coisas que sempre me interessaram. Os poucos que usam Google Buzz também podem acompanhar por lá. Estou tentando encontrar uma boa forma de embutir os Shared Items em algum ponto deste site; talvez como uma página à parte ou um blog interno.

_____________________________

Bom thread sobre screenshots de games do ponto de vista estético/artístico. Poucos usuários conseguiram realmente entrar na idéia inicial do thread, mas vale a pena a visita pela quantidade concentrada de cenas épicas e fantásticas de diversos jogos de PC e consoles. Além de vários links para galerias de Flickr sensacionais.

3225708-7534575-thumbnail

Blog troglodita, quer dizer, poliglota

A partir de agora os posts do blog – e quase todo o conteúdo do site como um todo – serão bilíngues, com versões em português e inglês. Me digam o que acham disso e se funciona.

Hypervoid’s back

Após um hiato de meses (quase um ano) movido 1) pela preguiça 2) por traumas emocionais 3) por pura e legítima falta de tempo 4) escolha seu motivo aqui, o Hypervoid retorna – e desta vez para se instalar confortavelmente e ficar. No ar desde 2002, o site já passou por várias mudanças. De casa, de visual, de CMS, de proposta. Mas sempre mantendo mais ou menos o mesmo estilo e cara. Após passar pelo Blogger, WordPress, Blogger brasileiro, Movable Type, WordPress novamente, Movable Type 4 (ótimo, mas com limitações navegacionais básicas, como a lamentável ausência de paginação), o Hypervoid completa seus oito aninhos na boa, em novo CMS e nova casa. Melhor do que nunca.

Deixando de ser um conjunto de sites diferentes, o Hyper passa a ser um só site agregador, composto por diferentes páginas. O site de notícias sobre cultura pop, tecnologia, arte, música, games e urbanóia em geral será acompanhado do meu site de contos (o antigo Hyperpulp), que volta a ser atualizado regularmente, com séries em capítulos). O site abriga ainda espaço para o Chip Totec, meu projeto de música eletrônica que este ano completa seus 12 (!) anos de existência subterrânea. Confiram as músicas na sensacional Last.fm. Galerias de fotos, recortes-haiku-visuais da web e páginas diversas serão adicionadas ao Hyper. Vamos ver como ele reage, coitado, a esta injeção de elementos de portal de notícias e de site de criações pessoais. Esquizofrenia? Moi?

Avise seus amigos.

Pequenas mudanças e viagens

Continuo enxugando e tentando aprimorar o Hypervoid e, por mais que o ritmo de atualizações tenha diminuído – principalmente em função do tempo tomado pelo trabalho -, os sites estão longe de estar abandonados. Algumas reduções aconteceram essa semana: o blog Arcadia, voltado para games, foi extinto e os posts sobre games continuarão a ser publicados aqui no Hypervoid. A idéia do Arcadia era manter um blog sério e crítico sobre games eletrônicos, nos moldes de sites como o GameCritics e o Joystick 101, mas era mais um blog para manter e quem tem tempo de manter mais de um ou dois hoje em dia? O Arcadia tinha ainda um objetivo pessoal, que era o de me ajudar a concatenar e fabricar idéias para meu projeto de mestrado sobre games, mas isso também passará a ser feito aqui no Hypervoid, na categoria games. Além dos games, claro, o Hyper continuará falando de cultura pop, principalmente música, quadrinhos, design e cinema, mas o approach será diferente (como, aliás, já vem acontecendo há alguns meses aqui). Ao invés de várias atualizações diárias com notícias e links, como nos primeiros tempos do blog, há uns bons cinco anos atrás (!), o site terá menos updates, mas com textos maiores. A quantidade de blogs explodiu e não há mais sentido em direcionar um site mantido por apenas uma pessoa para a área de notícias, não quando existem vários blogs de empresas de mídia, com equipes inteiras, realizando este serviço. A idéia continuará sendo falar de artefatos pop, mas não para trazer notícias e sim, na maior parte das vezes, para tentar realizar um debate crítico e, claro, particular, sobre estes temas.

Textos de ficção continuarão sendo postados no Hyperpulp, que agora também tem domínio próprio; atualizem seus bookmarks. O pulp está parado há muito tempo ], mas isso não significa que não tenho escrito mais. Muito pelo contrário: a paralização do site e o aparentemente eterno atraso do conto O Círculo de Ossos se devem ao fato de que estou escrevendo coisas que não serão postadas online, como meu primeiro romance. Torçam aí por mim. Mas novos contos aparecerão lá o quanto antes e, claro, os anteriores continuam no ar: falem para seus amigos que ainda não os leram (eh, eh).

McQueen, com microcontos calcados em imagens pop, continua sendo atualizado e acaba de ganhar uma parceira: McGraw, onde estou colocando minhas fotos (paralelamente ao Flickr).

Finalmente, o quinto site é o do Chip Totec, meu projeto de música que vem sendo produzido desde 1998 e que também ganhou domínio próprio. Duas novas músicas estão prontas e há a possibilidade de que uma delas saia em uma compilação por uma gravadora independente. Mais detalhes assim que algo concreto estiver confirmado. A banda também ganhou já há algum tempo o selinho de qualidade e aprovação do site Trama Virtual e está tendo suas músicas veiculadas nas estações de rádio do ótimo Last.FM. Além disso, fiz um upgrade no equipamento da banda (hardware e software, incluindo coisas legais como o programinha Torq, da M-Audio, um teclado Axiom 25 e uma interface de áudio/scrathing Conectiv; pelo setup já deu pra perceber que a idéia é voltar a fazer algo mais orientado para o hip hop instrumental e menos para o house/electro de até então). A idéia é preparar um novo live P.A. o quanto antes.

Enfim, os cinco sites continuam. Atualizações podem demorar, mas serão mais significativas do que apenas um amontoado de notinhas e links externos (nada contra, claro, mas já cumpriram sua função e estamos em outros tempos). A aparente paralização do Hypervoid e dos demais sites foi apenas uma impressão: continuo produzindo aqui no “mundo real”, muita coisa que ainda não encontrou a hora certa de ser divulgada online. Junte a isso o tempo tomado pelo trabalho no INPI e uma ausência voluntária e extremamente feliz dos sites “sociais” (ah) da web, que só tomam seu tempo (sim, estou parcialmente elton johneando). 

Dito isso, volto a imergir em um período curto sem atualizações: estou saindo de férias amanhã e partindo para Buenos Aires, o que vai gerar uma nova seção aqui e no site de fotos, o McGraw: um travelogue. Não vejo a hora de testar minha linda Holga!

Continuo enxugando e tentando aprimorar o Hypervoid e, por mais que o ritmo de atualizações tenha diminuído – principalmente em função do tempo tomado pelo trabalho -, os sites estão longe de estar abandonados. Algumas reduções aconteceram essa semana: o blog Arcadia, voltado para games, foi extinto e os posts sobre games continuarão a ser publicados aqui no Hypervoid. A idéia do Arcadia era manter um blog sério e crítico sobre games eletrônicos, nos moldes de sites como o GameCritics e o Joystick 101, mas era mais um blog para manter e quem tem tempo de manter mais de um ou dois hoje em dia? O Arcadia tinha ainda um objetivo pessoal, que era o de me ajudar a concatenar e fabricar idéias para meu projeto de mestrado sobre games, mas isso também passará a ser feito aqui no Hypervoid, na categoria games. Além dos games, claro, o Hyper continuará falando de cultura pop, principalmente música, quadrinhos, design e cinema, mas o approach será diferente (como, aliás, já vem acontecendo há alguns meses aqui). Ao invés de várias atualizações diárias com notícias e links, como nos primeiros tempos do blog, há uns bons cinco anos atrás (!), o site terá menos updates, mas com textos maiores. A quantidade de blogs explodiu e não há mais sentido em direcionar um site mantido por apenas uma pessoa para a área de notícias, não quando existem vários blogs de empresas de mídia, com equipes inteiras, realizando este serviço. A idéia continuará sendo falar de artefatos pop, mas não para trazer notícias e sim, na maior parte das vezes, para tentar realizar um debate crítico e, claro, particular, sobre estes temas.

 

Textos de ficção continuarão sendo postados no Hyperpulp, que agora também tem domínio próprio; atualizem seus bookmarks. O pulp está parado há muito tempo ], mas isso não significa que não tenho escrito mais. Muito pelo contrário: a paralização do site e o aparentemente eterno atraso do conto O Círculo de Ossos se devem ao fato de que estou escrevendo coisas que não serão postadas online, como meu primeiro romance. Torçam aí por mim. Mas novos contos aparecerão lá o quanto antes e, claro, os anteriores continuam no ar: falem para seus amigos que ainda não os leram (eh, eh).

 

McQueen, com microcontos calcados em imagens pop, continua sendo atualizado e acaba de ganhar uma parceira: McGraw, onde estou colocando minhas fotos (paralelamente ao Flickr).

 

Finalmente, o quinto site é o do Chip Totec, meu projeto de música que vem sendo produzido desde 1998 e que também ganhou domínio próprio. Duas novas músicas estão prontas e há a possibilidade de que uma delas saia em uma compilação por uma gravadora independente. Mais detalhes assim que algo concreto estiver confirmado. A banda também ganhou já há algum tempo o selinho de qualidade e aprovação do site Trama Virtual e está tendo suas músicas veiculadas nas estações de rádio do ótimo Last.FM. Além disso, fiz um upgrade no equipamento da banda (hardware e software, incluindo coisas legais como o programinha Torq, da M-Audio, um teclado Axiom 25 e uma interface de áudio/scrathing Conectiv; pelo setup já deu pra perceber que a idéia é voltar a fazer algo mais orientado para o hip hop instrumental e menos para o house/electro de até então). A idéia é preparar um novo live P.A. o quanto antes.

 

Enfim, os cinco sites continuam. Atualizações podem demorar, mas serão mais significativas do que apenas um amontoado de notinhas e links externos (nada contra, claro, mas já cumpriram sua função e estamos em outros tempos). A aparente paralização do Hypervoid e dos demais sites foi apenas uma impressão: continuo produzindo aqui no “mundo real”, muita coisa que ainda não encontrou a hora certa de ser divulgada online. Junte a isso o tempo tomado pelo trabalho no INPI e uma ausência voluntária e extremamente feliz dos sites “sociais” (ah) da web, que só tomam seu tempo (sim, estou parcialmente elton johneando).

 

Dito isso, volto a imergir em um período curto sem atualizações: estou saindo de férias amanhã e partindo para Buenos Aires, o que vai gerar uma nova seção aqui e no site de fotos, o McGraw: um travelogue. Não vejo a hora de testar minha linda Holga!

Googlevoid

As últimas pessoas que vieram parar aqui no Hypervoid estavam procurando “fanfics da Liga da Justiça”, “fotos de gente musculosas” (sic), “bob dylan letras look out kid”, “The Question”, “Fotos do The sims superstar”, “namorada de kyle rayner”, “tradução gta 3”, “scans bloch hulk”, “GTA 3 Traduzido”, “lanterna verde john stewart nos quadrinhos material novo”, “ingredientes da metanfetamina”, “barry allen o filme e sua volta aos quadrinhos”, “Brendan McCarthy fotos”, “a maravilhosa naomi”, “alex mandarino” (valeu), “fotos de coisas inacreditáveis” (sensacional essa busca), “you gotta jump down the alleyway”, “mayara rodrigues ass”, “gravando cds protegidos”, “dc++ quadrinhos”, “clube de fist fucking”, “bunda mayara rodrigues”, “Charlie Sheen”, “dancing”, “hall of mirrors + siouxsie + letras”, “Blue Screen of Death”, ” A fotografia nos anos 60″, “nintendo ds net”, “jesus foi enterrado”, “foto do homem primitivo”, “lobbys de hotéis”, “you toth” (?), “torrent clips psy”, “speeds droga”, “fotos de meninas feia” (não, juro), “serie hero brasil”, “atriz daryl hannah”, “quadrinhos blog scans”, “deus hindu”, “Duncan Fegredo”, “ninja jiraya fotos”, “medicina forence (sic) como surgiu”, “girafas”, “avengers disassembled”, “Fotos de Barbarvore”, “Fotos de dolly parton nua”, “modelos masculinos não conhecidos”, “orgasmos instantaneos”, lcd soundsystem torrent”, “logan capa mistica nick fury”, “bloqueios afetivos”, “pneus sem ar”, “The Last Penis Operation”, “fazendo sexo com a camareira”, “goo”, “alaude suspenso”, “androide 18 nua”, “she hulk 9”, “frases sobre música eletrônica”, “Torpedo 1936 Alex Toth”, “blogs de contos de vampiros”, “terceiro olho”, “moda de jogos para vestir as molheres” (sic e ??), “guy gardner papel parede”, “tradutor br para gta 3”, “como se vestem os clubbers” (ahahaha), “flash fly guy 2”, “filme shadow boxer”, “fotos de mulheres vestidas de guerreira”, “proximo gta 4” (sic), “google fight”, “lady blackhawk” e “capitão aza”. O que acham disso? Dá pra criar uma espécie de Googlemancia com listas como essa.

As últimas pessoas que vieram parar aqui no Hypervoid estavam procurando “fanfics da Liga da Justiça”, “fotos de gente musculosas” (sic), “bob dylan letras look out kid”, “The Question”, “Fotos do The sims superstar”, “namorada de kyle rayner”, “tradução gta 3”, “scans bloch hulk”, “GTA 3 Traduzido”, “lanterna verde john stewart nos quadrinhos material novo”, “ingredientes da metanfetamina”, “barry allen o filme e sua volta aos quadrinhos”, “Brendan McCarthy fotos”, “a maravilhosa naomi”, “alex mandarino” (valeu), “fotos de coisas inacreditáveis” (sensacional essa busca), “you gotta jump down the alleyway”, “mayara rodrigues ass”, “gravando cds protegidos”, “dc++ quadrinhos”, “clube de fist fucking”, “bunda mayara rodrigues”, “Charlie Sheen”, “dancing”, “hall of mirrors + siouxsie + letras”, “Blue Screen of Death”, ” A fotografia nos anos 60″, “nintendo ds net”, “jesus foi enterrado”, “foto do homem primitivo”, “lobbys de hotéis”, “you toth” (?), “torrent clips psy”, “speeds droga”, “fotos de meninas feia” (não, juro), “serie hero brasil”, “atriz daryl hannah”, “quadrinhos blog scans”, “deus hindu”, “Duncan Fegredo”, “ninja jiraya fotos”, “medicina forence (sic) como surgiu”, “girafas”, “avengers disassembled”, “Fotos de Barbarvore”, “Fotos de dolly parton nua”, “modelos masculinos não conhecidos”, “orgasmos instantaneos”, lcd soundsystem torrent”, “logan capa mistica nick fury”, “bloqueios afetivos”, “pneus sem ar”, “The Last Penis Operation”, “fazendo sexo com a camareira”, “goo”, “alaude suspenso”, “androide 18 nua”, “she hulk 9”, “frases sobre música eletrônica”, “Torpedo 1936 Alex Toth”, “blogs de contos de vampiros”, “terceiro olho”, “moda de jogos para vestir as molheres” (sic e ??), “guy gardner papel parede”, “tradutor br para gta 3”, “como se vestem os clubbers” (ahahaha), “flash fly guy 2”, “filme shadow boxer”, “fotos de mulheres vestidas de guerreira”, “proximo gta 4” (sic), “google fight”, “lady blackhawk” e “capitão aza”. O que acham disso? Dá pra criar uma espécie de Googlemancia com listas como essa.

Testes

Ah, peguei os dois testes abaixo no blog da DaniCast, que continua servindo seus chás (agora ao som de Nine Inch Nails, pelo visto).

Ah, peguei os dois testes abaixo no blog da DaniCast, que continua servindo seus chás (agora ao som de Nine Inch Nails, pelo visto).

Idade

Aos 36, acho que devo gostar deste resultado:


You Are 23 Years Old


Under 12: You are a kid at heart. You still have an optimistic life view – and you look at the world with awe.

13-19: You are a teenager at heart. You question authority and are still trying to find your place in this world.

20-29: You are a twentysomething at heart. You feel excited about what’s to come… love, work, and new experiences.

30-39: You are a thirtysomething at heart. You’ve had a taste of success and true love, but you want more!

40+: You are a mature adult. You’ve been through most of the ups and downs of life already. Now you get to sit back and relax.

Aos 36, acho que devo gostar deste resultado:


You Are 23 Years Old


Under 12: You are a kid at heart. You still have an optimistic life view – and you look at the world with awe.

13-19: You are a teenager at heart. You question authority and are still trying to find your place in this world.

20-29: You are a twentysomething at heart. You feel excited about what’s to come… love, work, and new experiences.

30-39: You are a thirtysomething at heart. You’ve had a taste of success and true love, but you want more!

40+: You are a mature adult. You’ve been through most of the ups and downs of life already. Now you get to sit back and relax.

 

“Brains…”


You Are 45% Left Brained, 55% Right Brained


The left side of your brain controls verbal ability, attention to detail, and reasoning.
Left brained people are good at communication and persuading others.
If you’re left brained, you are likely good at math and logic.
Your left brain prefers dogs, reading, and quiet.

The right side of your brain is all about creativity and flexibility.
Daring and intuitive, right brained people see the world in their unique way.
If you’re right brained, you likely have a talent for creative writing and art.
Your right brain prefers day dreaming, philosophy, and sports.


You Are 45% Left Brained, 55% Right Brained


The left side of your brain controls verbal ability, attention to detail, and reasoning.

Left brained people are good at communication and persuading others.

If you’re left brained, you are likely good at math and logic.

Your left brain prefers dogs, reading, and quiet.

The right side of your brain is all about creativity and flexibility.

Daring and intuitive, right brained people see the world in their unique way.

If you’re right brained, you likely have a talent for creative writing and art.

Your right brain prefers day dreaming, philosophy, and sports.

 

O Retorno

Hypervoid de volta, agora com domínio próprio e um monte de novidades que vão aparecer aos poucos por aqui. Muita coisa aconteceu e desaconteceu nesses seis meses sem atualizar – acho que o tempo mais longo sem updates que este combalido blog já testemunhou -, mas vamos em frente que o void não tem retrovisor. Obrigado ao Norrin Kurama, caro Anônimo, por não desistir de visitar o hyper, mesmo nestes meses de mudez. Valeu!

As templates ainda não mudaram e nem devem acontecer grandes alterações nesta área mesmo; mas aguardem novidades legais, como as páginas próprias do Chip Totec e novos contos – finalmente. Além de uma página de fotos e outras coisas aí.

See y’all!!

Hypervoid de volta, agora com domínio próprio e um monte de novidades que vão aparecer aos poucos por aqui. Muita coisa aconteceu e desaconteceu nesses seis meses sem atualizar – acho que o tempo mais longo sem updates que este combalido blog já testemunhou -, mas vamos em frente que o void não tem retrovisor. Obrigado ao Norrin Kurama, caro Anônimo, por não desistir de visitar o hyper, mesmo nestes meses de mudez. Valeu!

As templates ainda não mudaram e nem devem acontecer grandes alterações nesta área mesmo; mas aguardem novidades legais, como as páginas próprias do Chip Totec e novos contos – finalmente. Além de uma página de fotos e outras coisas aí.

See y’all!!