Wyrd

A passagem do tempo nas histórias de ficção é algo que sempre me fascinou. Adoro observar filigranas cronológicas ficcionais, desde que ofereçam algum indício de mudança temporal ou de personalidade dos personagens. Daí meu interesse por modelos de narrativa de ficção onde o tempo, do alto de sua semelhança saturnina, oferece alterações no mundo ou em seus habitantes, como no universo Marvel, Terra Média, bons adventure games e romances policiais. 

A imortalidade talvez seja um dos artifícios mais óbvios para explorar a passagem do tempo sob o ponto de vista ficcional – e graças à própria obviedade se presta a excelentes resultados. É com a intenção de explorar mudanças de personalidade no protagonista e metamorfoses sociais, estéticas e históricas no mundo que o cerca que comecei a série Wyrd, pelo site Hyperfan. A história principal acompanha a trajetória de Owain Wyrd, aldeão da (mítica?) cidadela de Camelot, que após o derradeiro ataque de Morgana Le Fay se vê atormentado pelo que parece ser a imortalidade – ou não.

l_wyrd
Mesmo que você abomine os mitos de Camelot (compreendo muito bem), vá lá dar uma lida. O ciclo arturiano serve apenas como pano de fundo para a primeira história e, nos capítulos que se seguirão, Wyrd travará contato com figuras como Solomon Kane, Kurt Vonnegut, Saladino, Hercule Poirot, Oscar Wilde, Jesse James e os dadaístas. A série será bimestral e cada capítulo se passará em algum momento entre o século 6 d.C. e o futuro próximo, em uma colcha de cut-ups não cronológicos onde cada pedaço fará referência a um gênero literário distinto. Assim, a série é fantasia, FC, guerra, western, horror, mistério, realismo mágico e, se me for permitido, “literatura”. Seguindo a linha atual do Hypervoid e de meus contos recentes (como O Círculo de Ossos), Wyrd sairá em versão bilíngue, em português e em inglês. Agradeço qualquer feedback ou comentários e também ao site Hyperfan pela edição da série. 

Adaptação de Lovecraft

Este é o trailer que funciona como teaser para The Whisperer in Darkness, filme da HPLHS Motion Pictures, que vem a ser o braço cinematográfico da H. P. Lovecraft Historical Society. O mesmo grupo que já fez a adaptação muda de The Call of Cthulhu. O filme anterior foi bem feito e é sempre interessante lidar com efeitos fotográficos e de chiaroscuro em épocas de CGI abundante. Vamos aguardar.

Por Um Punhado

Tem um novo conto meu lá no Hyperfan – e gosto muito deste em especial. O nome é “Por Um Punhado de Dólares” e se passa no Quarto Círculo do Inferno de Dante: o círculo para onde vão os ávaros, sovinas, mãos-de-vaca e adoradores do vil metal. O lugar é comandado por Shumma-Gorath, espécie de monstro lovecraftiano que existe desde o início dos tempos do universo anterior ao nosso. Uma enorme bola de carne putrefata com um único e gigantesco olho – e telepata. Saiba o que acontece quando um anjo cai inadvertidamente (?) neste lugar tão terrível. Gostei muito deste conto. Dêem uma olhada aqui e deixem seus comentários.

Tem um novo conto meu lá no Hyperfan – e gosto muito deste em especial. O nome é “Por Um Punhado de Dólares” e se passa no Quarto Círculo do Inferno de Dante: o círculo para onde vão os ávaros, sovinas, mãos-de-vaca e adoradores do vil metal. O lugar é comandado por Shumma-Gorath, espécie de monstro lovecraftiano que existe desde o início dos tempos do universo anterior ao nosso. Uma enorme bola de carne putrefata com um único e gigantesco olho – e telepata. Saiba o que acontece quando um anjo cai inadvertidamente (?) neste lugar tão terrível. Gostei muito deste conto. Dêem uma olhada aqui e deixem seus comentários.

Blood 3 e Demonomania

Foi ao ar a terceira parte de minha série Blood, no site Hyperfan. Este capítulo, chamado Para Sempre e Nunca, retorna ao ano de 560 d.C., com Jason Blood cavalgando a esmo pelas terras da fronteira entre Inglaterra e Escócia. Alguns encontros inesperados acontecem e Jason descobre a verdade sobre o que aconteceu com ele na queda de Camelot, mostrada no capítulo 1. Blood 3 pode ser lido neste link.

O mesmo Hyperfan, além do terceiro capítulo de Blood, acaba de mandar ao ar um outro conto meu chamado A Bondade Está Nos Olhos de Quem Vê. O conto, que é fechado, faz parte da série de contos Demonomania, onde cada história se passa em um dos círculos do Inferno de Dante. Minha parte se passa no Sexto Círculo, para onde vão os hereges e blasfemos. Na história, os líderes do Sexto Círculo são os anjos Duma e Remiel, que herdaram de Lúcifer a chave daquele recanto em especial do inferno (como mostrado por Neil Gaiman em Sandman). Está divertido. Para ler o capítulo do Sexto Círculo, é só clicar aqui. São contos independentes e que podem ser lidos separadamente.

Se lerem Blood 3 e Sexto Círculo, usem a caixa ao pé dos textos para me mandar e-mails com comentários e críticas. Ficarei muito grato e feliz.

Foi ao ar a terceira parte de minha série Blood, no site Hyperfan. Este capítulo, chamado Para Sempre e Nunca, retorna ao ano de 560 d.C., com Jason Blood cavalgando a esmo pelas terras da fronteira entre Inglaterra e Escócia. Alguns encontros inesperados acontecem e Jason descobre a verdade sobre o que aconteceu com ele na queda de Camelot, mostrada no capítulo 1. Blood 3 pode ser lido neste link.

O mesmo Hyperfan, além do terceiro capítulo de Blood, acaba de mandar ao ar um outro conto meu chamado A Bondade Está Nos Olhos de Quem Vê. O conto, que é fechado, faz parte da série de contos Demonomania, onde cada história se passa em um dos círculos do Inferno de Dante. Minha parte se passa no Sexto Círculo, para onde vão os hereges e blasfemos. Na história, os líderes do Sexto Círculo são os anjos Duma e Remiel, que herdaram de Lúcifer a chave daquele recanto em especial do inferno (como mostrado por Neil Gaiman em Sandman). Está divertido. Para ler o capítulo do Sexto Círculo, é só clicar aqui. São contos independentes e que podem ser lidos separadamente.

Se lerem Blood 3 e Sexto Círculo, usem a caixa ao pé dos textos para me mandar e-mails com comentários e críticas. Ficarei muito grato e feliz.

Blood 2

Já está no ar o segundo capítulo da minha série Blood. Desta vez, Jason Blood está em Dresden, Alemanha, em 1944. Sim, dias antes do maior massacre já ocorrido na história da Europa. Participação mais do que especial de uma das principais figuras da literatura do século XX. Leiam a série aqui.

Já está no ar o segundo capítulo da minha série Blood. Desta vez, Jason Blood está em Dresden, Alemanha, em 1944. Sim, dias antes do maior massacre já ocorrido na história da Europa. Participação mais do que especial de uma das principais figuras da literatura do século XX. Leiam a série aqui.

BLOOD

Já está no ar o primeiro capítulo da minha nova série mensal BLOOD, no site Hyperfan. A série é uma mistura de romance histórico, horror gótico e lendas do Ciclo Arturiano. O personagem principal é Jason Blood, aldeão de Camelot que, no ano 560 d.C., ganha a imortalidade ao ter um demônio aprisionado por Merlin em seu corpo. Cada capítulo se passará em um ano diferente (entre 560 d.C. e 1990) e será escrito em um estilo que remeta a algum gênero literário da época em questão. Como estou sorteando através do tarot o ano em que cada história se passará, dá pra esperar uma boa variedade. O capítulo do mês que vem, por exemplo, se passa em 1944; o capítulo 3, de volta a 560 d.C.; e o capítulo 4, no século XVII. Daí pra frente, será na base do sorteio.

Posto aí embaixo o “teaser” de estréia da série e o link para a página. Façam uma visita e leiam, é o início de uma viagem que promete. Este primeiro número segue o estilo rude e grotesco dos textos celtas do século VI, com mais crueza. Mas o estilo não será sempre esse.

BLOOD
O que você faria se pudesse viver para sempre?

Sim, agora pense de novo:
O que você faria se pudesse viver para sempre com um demônio rimador aprisionado no seu corpo?

A trajetória de Jason Blood, desde o ano 560 d.C. até 1990. Como o pacato e bondoso camponês Iason of Camelot se transformou no sanguinário e trágico Iason of the Blood.

Nova série mensal do Hyperfan, onde cada edição terá como cenário um século escolhido aleatoriamente. Cada capítulo será escrito em um estilo que remeta à época em que tem lugar. Tramas que começam no futuro e são explicadas no passado. Onde o futuro é o início, o passado é a conclusão e o sangue justifica os meios.

Merlin, Morgana Le Fay, Oscar Wilde, Rob Gadling, Kurt Vonnegut, Jim Morrison, Solomon Kane, Vandal Savage. Não importa o que ou quem você é: as tragédias são feitas de
BLOOD.

Porque Jason Blood tem toda a eternidade para fazer e perder fortunas, criar e aniquilar amizades, contar e anular histórias.

Leia o primeiro capítulo em:
http://www.hyperfan.com.br/tits/index.htm

Já está no ar o primeiro capítulo da minha nova série mensal BLOOD, no site Hyperfan. A série é uma mistura de romance histórico, horror gótico e lendas do Ciclo Arturiano. O personagem principal é Jason Blood, aldeão de Camelot que, no ano 560 d.C., ganha a imortalidade ao ter um demônio aprisionado por Merlin em seu corpo. Cada capítulo se passará em um ano diferente (entre 560 d.C. e 1990) e será escrito em um estilo que remeta a algum gênero literário da época em questão. Como estou sorteando através do tarot o ano em que cada história se passará, dá pra esperar uma boa variedade. O capítulo do mês que vem, por exemplo, se passa em 1944; o capítulo 3, de volta a 560 d.C.; e o capítulo 4, no século XVII. Daí pra frente, será na base do sorteio.

Posto aí embaixo o “teaser” de estréia da série e o link para a página. Façam uma visita e leiam, é o início de uma viagem que promete. Este primeiro número segue o estilo rude e grotesco dos textos celtas do século VI, com mais crueza. Mas o estilo não será sempre esse.

BLOOD
O que você faria se pudesse viver para sempre?

Sim, agora pense de novo:
O que você faria se pudesse viver para sempre com um demônio rimador aprisionado no seu corpo?

A trajetória de Jason Blood, desde o ano 560 d.C. até 1990. Como o pacato e bondoso camponês Iason of Camelot se transformou no sanguinário e trágico Iason of the Blood.

Nova série mensal do Hyperfan, onde cada edição terá como cenário um século escolhido aleatoriamente. Cada capítulo será escrito em um estilo que remeta à época em que tem lugar. Tramas que começam no futuro e são explicadas no passado. Onde o futuro é o início, o passado é a conclusão e o sangue justifica os meios.

Merlin, Morgana Le Fay, Oscar Wilde, Rob Gadling, Kurt Vonnegut, Jim Morrison, Solomon Kane, Vandal Savage. Não importa o que ou quem você é: as tragédias são feitas de
BLOOD.

Porque Jason Blood tem toda a eternidade para fazer e perder fortunas, criar e aniquilar amizades, contar e anular histórias.

Leia o primeiro capítulo em:
http://www.hyperfan.com.br/tits/index.htm

Hellraiser

Hellraiser
Os demônios mais charmosos de todos os tempos voltam a ser publicados em março, após mais de uma década de peregrinação pelos limbos infernais. Os cenobitas, criações do escritor britânico Clive Barker (que também dirigiu um filme com eles) chegarão às livrarias através da edição especial Hellraiser, uma compilação que reunirá vários quadrinhos criados no final dos anos 80/início dos 90 para a editora americana Epic Comics. Entre os autores estão Neil Gaiman (Sandman), Dave McKean (capista de Sandman), Mike Mignola (Hellboy), Marc Hempel (Gregory), Alex Ross (Marvels) e vários outros. O formato será o chamado TPB, um livro com lombada quadrada. Vai ser bom rever Pinhead e os outros lordes da dor/prazer. O lançamento é da Brainstore.

Capa da edição especial Hellraiser:
Image hosted by Photobucket.com

Hellraiser
Os demônios mais charmosos de todos os tempos voltam a ser publicados em março, após mais de uma década de peregrinação pelos limbos infernais. Os cenobitas, criações do escritor britânico Clive Barker (que também dirigiu um filme com eles) chegarão às livrarias através da edição especial Hellraiser, uma compilação que reunirá vários quadrinhos criados no final dos anos 80/início dos 90 para a editora americana Epic Comics. Entre os autores estão Neil Gaiman (Sandman), Dave McKean (capista de Sandman), Mike Mignola (Hellboy), Marc Hempel (Gregory), Alex Ross (Marvels) e vários outros. O formato será o chamado TPB, um livro com lombada quadrada. Vai ser bom rever Pinhead e os outros lordes da dor/prazer. O lançamento é da Brainstore.

Capa da edição especial Hellraiser:
Image hosted by Photobucket.com