da série “coisas que acho francamente geniais e que as pessoas chatas acham absurdas”:

Da Série “Coisas Que as Pessoas Acham Geniais e que Acho Absurdamente Chatas e Insuportáveis”:

Perfil Musical

O Ock-Tock me passou essa e resolvi responder também. Vamos lá:

Volume de músicas no meu computador
Quase nada. Geralmente eu gravo logo em CDs o que eu acabei de baixar. Confesso que uso a Internet mais para ouvir rádios programáveis, daquelas que você escolhe a programação, do que baixar músicas.

O último CD que comprei
Uma coletânea de disco-punk, da gravadora DFA, com LCD Soundsystem, Rapture e um monte de outras coisas.

Música tocando no momento
Neste exato momento nenhuma, mas a última que ouvi foi Nighttrain, do Public Enemy, ontem.

Cinco músicas que tenho ouvido bastante nos últimos dias
LCD Soundsystem – Daft Punk is Playing at My House
Basement Jaxx – Kish Kash
Metric – Combat Baby
Richard Hell – Blank Generation
N.W.A. – Fuck the Police

Copiem as perguntas e respondam nos seus blogs!

O Ock-Tock me passou essa e resolvi responder também. Vamos lá:

Volume de músicas no meu computador
Quase nada. Geralmente eu gravo logo em CDs o que eu acabei de baixar. Confesso que uso a Internet mais para ouvir rádios programáveis, daquelas que você escolhe a programação, do que baixar músicas.

O último CD que comprei
Uma coletânea de disco-punk, da gravadora DFA, com LCD Soundsystem, Rapture e um monte de outras coisas.

Música tocando no momento
Neste exato momento nenhuma, mas a última que ouvi foi Nighttrain, do Public Enemy, ontem.

Cinco músicas que tenho ouvido bastante nos últimos dias
LCD Soundsystem – Daft Punk is Playing at My House
Basement Jaxx – Kish Kash
Metric – Combat Baby
Richard Hell – Blank Generation
N.W.A. – Fuck the Police

Copiem as perguntas e respondam nos seus blogs!

Re-Soluções

Re-Soluções de “Ano Novo” (VoidSoft: the best Re: solutions for your sigilation needs):

1) Manter mais perto os meus amigos (os verdadeiros, sejam “reais” ou “virtuais”).
2) Obter mais grana (mal necessário).
3) Mais sexo (nunca é demais).
4) Escrever mais e melhor.
5) Ler mais. Tem muita coisa na minha lista.
6) Perder menos tempo em listas de discussão (vou cortar minha participação a apenas duas delas).
7) Dar andamento ao Chip Totec (em nova fase) e ao projeto misterioso.
8) Terminar o Tarô e o e-pifania.
9) Manter distância de vudus, vampiros e manés em geral, que abundaram em 2003. Xô, mocorongada.
10) Amplificar e upgradear o poder dos meus sigilos. Upload com o tesserato.
11) TERMINAR a montanha de projetos atuais (os dois livros, a nova demo, o novo site, o projeto misterioso).
12) Aproximar mais as pessoas legais (artigo em extinção).
13) Ignorar as flame wars e perdas de tempo internéticas.
14) Resumir minha participação na Internet somente às minhas coisas.
15) Viajar mais (fisicamente).
16) Arrumar um emprego propriamente dito (brasileiros simplesmente não pagam free-lancers. Cansei de fazer trabalhos que terminam sendo favores de graça involuntários).
17) Jogar mais games (joguei pouco em 2003, graças ao caráter exclusivista e addicted de GTA).
18) Aprender a lidar com runas e i-Ching.
19) Voltar para o kung-fu.
20) Parar de fumar (coisa mais cafona).
21) Aprender espanhol ou italiano.
22) Parar de atirar para todos os lados ou ao menos concentrar as balas em um só alvo (ou em alvos semelhantes).
23) Ignorar a “Academia”.
24) Aproveitar o fato de que meu nome, minha data de nascimento e os dois juntos dão sempre o número 23 e exigir a atenção da Caosfera.
25) Tomar mais alguns E’s.
26) Ir morar nos Pireneus. Ou na Escócia. Ou talvez na Escandinávia.
27) Comprar os TPBs de Invisibles e New X-Men que me faltam.
28) Parar de comprar qualquer edição nacional de quadrinhos (essa praticamente já faço há mais de um ano, com a exceção de uma só coisa, que irá para o espaço também. Os editores nacionais são uns manés e merecem meu boicote).
29) Parar de dar atenção por pura educação a coisas ruins e fazer as minhas coisas.
30) Cortar os cordões umbilicais que ainda me prendem ao desgraçado, egocêntrico e pobre mundo do “jornalismo”.
31) Parar de falar com as pessoas que só aparecem uma vez por ano para me pedir favores pelo telefone.
32) Parar de falar com puxa-sacos que só aparecem quando estou trabalhando em algum jornal ou revista.
33) Fazer meu primeiro filme.
34) Fazer 34 anos e continuar com cara de 27. E então dominar o mundo.

Re-Soluções de “Ano Novo” (VoidSoft: the best Re: solutions for your sigilation needs):

1) Manter mais perto os meus amigos (os verdadeiros, sejam “reais” ou “virtuais”).
2) Obter mais grana (mal necessário).
3) Mais sexo (nunca é demais).
4) Escrever mais e melhor.
5) Ler mais. Tem muita coisa na minha lista.
6) Perder menos tempo em listas de discussão (vou cortar minha participação a apenas duas delas).
7) Dar andamento ao Chip Totec (em nova fase) e ao projeto misterioso.
8) Terminar o Tarô e o e-pifania.
9) Manter distância de vudus, vampiros e manés em geral, que abundaram em 2003. Xô, mocorongada.
10) Amplificar e upgradear o poder dos meus sigilos. Upload com o tesserato.
11) TERMINAR a montanha de projetos atuais (os dois livros, a nova demo, o novo site, o projeto misterioso).
12) Aproximar mais as pessoas legais (artigo em extinção).
13) Ignorar as flame wars e perdas de tempo internéticas.
14) Resumir minha participação na Internet somente às minhas coisas.
15) Viajar mais (fisicamente).
16) Arrumar um emprego propriamente dito (brasileiros simplesmente não pagam free-lancers. Cansei de fazer trabalhos que terminam sendo favores de graça involuntários).
17) Jogar mais games (joguei pouco em 2003, graças ao caráter exclusivista e addicted de GTA).
18) Aprender a lidar com runas e i-Ching.
19) Voltar para o kung-fu.
20) Parar de fumar (coisa mais cafona).
21) Aprender espanhol ou italiano.
22) Parar de atirar para todos os lados ou ao menos concentrar as balas em um só alvo (ou em alvos semelhantes).
23) Ignorar a “Academia”.
24) Aproveitar o fato de que meu nome, minha data de nascimento e os dois juntos dão sempre o número 23 e exigir a atenção da Caosfera.
25) Tomar mais alguns E’s.
26) Ir morar nos Pireneus. Ou na Escócia. Ou talvez na Escandinávia.
27) Comprar os TPBs de Invisibles e New X-Men que me faltam.
28) Parar de comprar qualquer edição nacional de quadrinhos (essa praticamente já faço há mais de um ano, com a exceção de uma só coisa, que irá para o espaço também. Os editores nacionais são uns manés e merecem meu boicote).
29) Parar de dar atenção por pura educação a coisas ruins e fazer as minhas coisas.
30) Cortar os cordões umbilicais que ainda me prendem ao desgraçado, egocêntrico e pobre mundo do “jornalismo”.
31) Parar de falar com as pessoas que só aparecem uma vez por ano para me pedir favores pelo telefone.
32) Parar de falar com puxa-sacos que só aparecem quando estou trabalhando em algum jornal ou revista.
33) Fazer meu primeiro filme.
34) Fazer 34 anos e continuar com cara de 27. E então dominar o mundo.

LISTA DE NATAL DO HYPERVOID:

Para todos os amigos de boa vontade e paz nos seus tenros, rosáceos e aveludados corações natalinos. Façam o Hypervoid feliz neste Natal:

1) A Voz do Fogo, de Alan Moore.
2) Futuro Proibido, coletânea com William Gibson, William Burroughs, Rachel Pollack, Richard Kadrey e outros.
3) Broken Sword 3 – The Sleeping Dragon.
4) Deus Ex 2 – The Invisible War.
5) The Invisibles – Invisible Kingdom.
6) Algum tarô legal, como o de Crowley.
7) A futura caixa com os DVDs de Matrix, Reloaded, Revolutions e Animatrix.
8) Syberia.
9) Uma viagem para este lugar.
10) The Couriers: Dirtbike Manifesto, de Brian Wood.
11) The Longest Journey.
12) Slaughtermatic, de Steve Aylett.

Ou ainda um destes aí de baixo, para ser usado especialmente
nos postos de atendimento, lojas e sede da Telemar.

Image hosted by Photobucket.com

Para todos os amigos de boa vontade e paz nos seus tenros, rosáceos e aveludados corações natalinos. Façam o Hypervoid feliz neste Natal:

1) A Voz do Fogo, de Alan Moore.
2) Futuro Proibido, coletânea com William Gibson, William Burroughs, Rachel Pollack, Richard Kadrey e outros.
3) Broken Sword 3 – The Sleeping Dragon.
4) Deus Ex 2 – The Invisible War.
5) The Invisibles – Invisible Kingdom.
6) Algum tarô legal, como o de Crowley.
7) A futura caixa com os DVDs de Matrix, Reloaded, Revolutions e Animatrix.
8) Syberia.
9) Uma viagem para este lugar.
10) The Couriers: Dirtbike Manifesto, de Brian Wood.
11) The Longest Journey.
12) Slaughtermatic, de Steve Aylett.

Ou ainda um destes aí de baixo, para ser usado especialmente
nos postos de atendimento, lojas e sede da Telemar.

Image hosted by Photobucket.com

COISAS QUE EU ODEIO:

1) Intelectuais, filósofos e trolls da Internet;
2) Nerds;
3) Neo-hippies;
4) Heavy Metal (qualquer espécie);
5) MPB pós-anos 80;
6) Forró;
7) Livros de auto-ajuda;
8) Esoterismo naïf de boteco;
9) Nacionalistas;
10) Workaholics.

COISAS QUE EU ADORO:
1) Gente que sabe ser genial e inovadora sem fazer pose (ou fazendo uma pose decente);
2) The Invisibles;
3) Electro;
4) Hip Hop anterior a 1990;
5) Filmes policiais e de FC dos anos 70;
6) Romances noir;
7) Oscar Wilde;
8) William Burroughs
9) Paulo Mendes Campos;
10) Punk rock do período 1975-1979.

1) Intelectuais, filósofos e trolls da Internet;
2) Nerds;
3) Neo-hippies;
4) Heavy Metal (qualquer espécie);
5) MPB pós-anos 80;
6) Forró;
7) Livros de auto-ajuda;
8) Esoterismo naïf de boteco;
9) Nacionalistas;
10) Workaholics.

COISAS QUE EU ADORO:
1) Gente que sabe ser genial e inovadora sem fazer pose (ou fazendo uma pose decente);
2) The Invisibles;
3) Electro;
4) Hip Hop anterior a 1990;
5) Filmes policiais e de FC dos anos 70;
6) Romances noir;
7) Oscar Wilde;
8) William Burroughs
9) Paulo Mendes Campos;
10) Punk rock do período 1975-1979.